O recrutamento em Portugal

Por admin em

Já há muito que se fala que grande parte dos problemas com recursos humanos nas empresas surjem devido aos primórdios da relação colaborador/empresa – o recrutamento.

Embora se possam sempre melhorar processos, estou em crer que as afirmações que culpam o recrutamento ou os profissionais de recursos humanos pela rotatividade de colaboradores são exageradas e muitas vezes até descabidas.

Sabemos que os seres humanos, são na sua generalidade insatisfeitos, daí o tão acertado dito popular “queremos sempre o que não temos” ser dos mais profanados pelas bocas portuguesas, 53% dos colaboradores em Portugal está disponível para mudar de emprego sabemos ainda que há empresas que têm turnover de RH muito baixo e colaboradores infelizes, empresas que têm um turnover elevadíssimo de RH e colaboradores felizes. Esta miscelânea de informação deita por terra muitos estudos empíricos em que dizem que colaboradores felizes não saem da empresa, que o baixo turnover é sinal de lealdade e que o alto turnover de recursos humanos é sinal de incompetência dos departamentos de recursos humanos.

Concorde-se ou não com a visão apresentada, será sempre uma mais valia ter um sistema de recrutamento e “on-boarding” ágil para responder às possíveis saídas de colaboradores.